Outubro 22, 2021

10 dicas para te ajudar a projetar.

Ilustração feita por Clarice Barreto

No decorrer dos anos projetando eu acabei tendo a oportunidade de ter dicas de pessoas que estão a anos na prática de projetar. Hoje vou trazer para vocês 10 dessas dicas para que você não precise bater a cabeça durante anos. Aprender com quem já aprendeu te dar oportunidade para poder ir mais longe. Quero lembrar também, que muitas dessas dicas já possuem equipamentos que atendem essas necessidades. Então se for da preferência do leitor e o mesmo tiver condição, pode adquirir as ferramentas.  Vamos às dicas

1 – Utilize isqueiro para desencapar fio. Se você já tem um desencapador de fio provavelmente essa dica não vai fazer muito sentido. Mas para quem não tem muitas ferramentas, ou você não está perto da sua, o isqueiro é bastante útil sem contar que é mais barato. Você vai esquentar o ponto onde você quer desencapar, após o plástico fazer a ruptura você só precisa puxar o pedaço de plástico que se soltou. Esse truque é muito bom para cabos flexíveis (aqueles que possuem dentro deles vários fios mais finos denominados cabelos).

2  – Passe estanho na sua ponta de solda – Quando vamos soldar algum componente e o ferro de soda está limpo, como quando novo, pode ser que ele fique difícil de soldar. Então é importante que quando seu ferro de solda está com a ponta limpa, deixe ele esquentar e esparrame um pouco de solda na ponta. Mas deve ser apenas um pouco de solda, pois se tiver muita solda também pode atrapalhar sua soldagem. Mas caso você tenha exagerado na solda vai para a dica 3 que vai te ajudar.

3 – Limpando o ferro de solda – às vezes quando estamos usando o ferro de solda ele pode encostar em alguma superfície e acabar se “sujando” como encostar em plásticos vai deixar vestígio do plástico. Isso faz com que o ferro de solda fique ruim, pois fica com uma espécie de camada que não gruda o estanho. Outro problema também é quando existe muito estanho no ferro, isso também atrapalha na hora da solda. Existe no mercado uma espécie de esponja que você encosta o ferro quente nela e ela faz a limpeza do ferro. Mas caso você não tenha acesso a esse equipamento, então você pode usar um estilete. Com o ferro de solda quente basta você fazer a raspagem, assim ele tira as impurezas do ferro.

4 – Mal contato nos componentes – às vezes compramos alguns componentes que são armazenados para serem usados em uma outra oportunidade. E é super normal que seus terminais oxidem (e deixa eles com um aspecto de cinza opaco). Quando você vai usar esse componente novamente ele pode ficar com um mal contato e acabar prejudicando o funcionamento do seu circuito. Para resolver isso, basta fazer uma raspagem com o estilete nos terminais deixando-os com aquele brilho novamente de quando você adquiriu. Eu normalmente faço a raspagem em todos os componentes que irei usar para não ter nenhum problema de mal contato.

5- Magnetizando ferramentas – Ainda sobre ferramentas, existem algumas chaves de fendas e Philips que tem uma espécie de imã na sua ponta (magnetizada) elas são assim para facilitar o colocar ou tirar o parafuso de pontos mais fundos. Mas às vezes essas ferramentas perdem um pouco essa propriedade. Para deixá-la magnetizada novamente basta deixar um imã próximo dela, quando você tirar o imã ela vai continuar com as propriedades magnéticas do imã.

OBS:. Essas chaves magnetizadas nem sempre são recomendadas para uso em eletrônicos pois o seu magnetismo pode queimar componentes. Então para tirar o magnetismo da chave, basta aquecer a chave, assim ela perderá a propriedade magnética e você poderá usar em componentes eletrônicos que não podem ter contato magnético.

6 – Opção de placa. Caso você não tenha acesso a placas de circuito impresso, você pode usar um papelão para criar sua placa. Basta você fazer os furos no papelão (pode ser com o próprio componente ou com uma agulha), encaixar os componentes e fazer as conexões na parte de traz, você pode usar o próprio terminal do componente ou pode usar fios pequenos para fazer a conexão. Para evitar curto circuito basta continuar lendo esse artigo que temos uma dica para isso.

7 – Cola quente – essa é uma ferramenta que vale apena você ter em sua bancada. Ela pode ser útil para fixar componentes para colar a estrutura onde seu circuito irá ficar, como também você pode usá-la como isolante, para que fios não encostem um no outro, gerando curto circuito. Já que a cola quente nada mais é que uma película de silicone (um mal condutor). Se você desenvolveu uma placa usando a dica anterior você pode usar a cola quente para isolar os fios.

8 – Soldar o equipamento que deseja tirar a solda. – Algumas pessoas utilizam equipamentos antigos para aproveitar componentes (eu sou uma dessas pessoas), e às vezes temos uma placa e queremos tirar a solda dela e se o equipamento já está a algum tempo em uso, pode ser que a parte externa da solda esteja oxidada, então o ideal é que você coloque um pouco mais de solda no terminal do componente que deseja tirar e deixe que a solda nova se funda com a antiga, assim a solda antiga aquecerá com mais facilidade e após ela estar bem aquecida você usa o extrusor para tirar a solda do terminal.

9 – Usando LED para fazer teste. – O LED é o equipamento mais simples de se trabalhar e que tem uma capacidade instantânea de nos informar se os comandos estão funcionando como desejamos.  Por isso eu sempre uso LED em meus projetos para ver se as portas de saída estão se comportando como desejado. Lembre-se sempre, se você consegue acender um LED, você consegue acionar qualquer coisa.

10 – compilando o scketch no Arduino – Essa vai para a turma que gosta de usar o microcontrolador arduino para fazer seus projetos. Às vezes, quando estamos fazendo a transferência do programa para o arduino, acontece uma falha (quem nunca?). Uma das coisas que pode gerar o erro são os pinos de comunicação TX RX (pinos 0 e 1) estejam conectados ao projeto, isso pode gerar uma falha na comunicação serial do computador para o arduino. A dica então é sempre que for compilar um scketch na placa, deixe pelo menos os pinos 0 e 1 desconectados do circuito. Caso ele não compile, você já descarta um problema. 

2 thoughts on “10 dicas para te ajudar a projetar.

  1. Olá,
    Adorei as dicas, muito práticas e que ajudam e muito na vida do Maker rsrs As dicas que mais gostei foi da Placa em papelão, o uso do isqueiro pra tirar fio e a do estilete nos resistores 👍👍👍

    Parabéns pelo trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *